Cuidar bem do próprio carro é muito mais do que se importar apenas com conforto e aparência. Em tempos de crise, seu usado pode resultar em uma ótima negociação conforme o estado de conservação que ele apresentar. No entanto, na correria habitual do dia a dia, nem sempre costumamos adotar as melhores práticas para manter o automóvel 100% tinindo. Neste post, vamos apresentar 4 dos principais hábitos e cuidados que você deve ter para conservar melhor as partes mais importantes do seu carro. Confira! Cuidado com os pneus Pneus gastos, vazios e desalinhados significam aumento de consumo de combustível e instabilidade do veículo, podendo comprometer inclusive amortecedores, suspensão e a cambagem. Portanto, muito cuidado para não danificar os pneus ao passar em cima do rastro deixado por máquinas de asfalto e demarcação e, principalmente, quando estacionar, assegure-se de que não parou muito rente ao meio-fio, pois ele pode pressionar a mangueirinha de ar dos pneus fazendo com que eles esvaziem — e caso isso aconteça, jamais rode com os pneus vazios, pois você poderá amassar a roda. Fique de olho no lava a jato É comum achar que só de entregar as chaves para o lavador do lava a jato que o veículo sairá como novo — mas não é bem assim. Para começar, aqueles rolões possuem cerdas repletas de detritos e sujeiras que podem corroer a pintura. Outro procedimento que pode deixar pintura e lataria expostas à ação de agentes exteriores é o polimento, que não pode ser exagerado. Já o famoso "pretinho" para o pneu ficar brilhante deve ser evitado a qualquer custo, pois essa substância química impermeabiliza os sulcos da borracha do pneu, fazendo com que ele perca o atrito com o solo. Cautela ao abastecer Dizem que nós somos o que comemos e com os veículos acontece algo parecido: eles são menos ou mais conservados de acordo com a qualidade do combustível que bebem. Optar por postos com o preço muito abaixo da média do mercado pode significar combustível adulterado e, consequentemente, danos em filtro, tanque, bomba, motor, e por aí vai. Além de buscar sempre um posto confiável, nunca deixe o combustível na reserva — o que pode prejudicar o sistema de arrefecimento — e prefira a gasolina aditivada, que contém químicos que evitam a corrosão de peças do seu carro. Atenção ao motor e sistema elétrico Costuma dirigir em locais nos quais fica exposto a lama, alagamento e areia? É bom não descuidar do motor ou o prejuízo pode ser maior do que você imagina. Caso os detritos tenham entrado debaixo do capô, o recomendável é levar o veículo para lavagem especializada em motores, pois não é todo produto químico que pode ser aplicado nessa peça vital. Quanto aos alagamentos, o melhor a se fazer é evitar dirigir nos temporais, uma vez que colocará em risco não só seu motor, como o sistema elétrico do veículo, podendo gerar um curto-circuito geral. Mas saiba que, por mais cuidadoso que você seja, a manutenção preventiva - de preferência em oficinas especializadas - não pode ser dispensada, sendo realizada pelo menos uma vez ao ano. É que só estabelecimentos reconhecidos e certificados apresentam profissionais com a devida capacitação para dar relatórios mais aprofundados sobre o estado das peças do seu veículo, agindo proativamente para garantir sempre a melhor performance do seu carro como um todo. Gostou desse conteúdo? Então, compartilhe-o com seus amigos nas redes sociais!